QUER SER VOLUNTÁRIO OU NECESSITA DE VOLUNTÁRIOS NA SUA INSTITUIÇÃO?



CONTACTE-NOS!

QUEREMOS AJUDAR!


domingo, 22 de Março de 2009

Programa dos 12 Passsos - o que é?

O programa de Doze Passos (twelve-step program) é um programa criado nos Estados Unidos em 1935 por William Griffith e Doutor "Bob" Smith, inicialmente para o tratamento de alcoolismo e mais tarde estendido para praticamente todos os tipos de dependência química. É a estratégia central da grande maioria dos grupos de auto-ajuda para o tratamento de dependências químicas ou compulsões, sendo mais conhecidos no Brasil os Alcoólicos Anônimos (e grupos relacionados como Al-Anon/Alateen, voltados às famílias de alcoólatras) e Narcóticos Anônimos. Críticos ao método defendem que trata-se de uma doutrinação religiosa e que o método não tem eficácia superior à esperada sem ele. Há um excelente artigo de Gregory Bateson "A cibeernética do self", no qual analisa a importância do Programa dos Doze Passos para a recuperação de compulsões.

Todos os programas seguem a mesma versão dos 12 passos. Os grupos reunem-se regularmente para discutir seus problemas, compartilhar suas vitórias e apoio mútuo. Uma das características mais amplamente conhecidas do programa é a tradição de, nas reuniões, os membros se apresentarem pelo primeiro nome e admitirem que tem um problema.


HISTÓRIA

O primeiro desses programas foi o Alcoólicos Anônimos ou simplesmente AA, iniciado em 1935 por William Griffith Wilson e pelo Doutor Bob Smith, conhecidos pelos membros do AA como "Bill W" e "Dr. Bob", em Akron, Ohio, Estados Unidos. Eles criaram a tradição de utilizar apenas o primeiro nome para se identificar nos grupos "anônimos" de Doze Passos. Os 12 passos foram originalmente escritos por Wilson e outros membros no início do AA como modo de codificar o processo que acharam funcionar para eles pessoalmente. Esses 12 passos foram essencialmente uma nova versão dos 6 passos do "grupo de Oxford", um grupo criado pelo missionário cristão Frank Buchman que defendia a crença na orientação divina, sem direta relação com tratamento de vícios (o nome Oxford refere à origem geográfica dos membros, não à Universidade de Oxford), com quem Wilson tinha contato. Wilson então escreveu o livro "Alcoólicos Anônimos", freqüentemente chamado de "Big Book" (grande livro).
Reconhecendo um surpreendente nível de recuperação entre os alcoólatras submetidos ao programa, o grupo de Akron autorizou Wilson a escrever um livro sobre o programa. Mas Wilson retornou a Nova Iorque e escreveu um programa totalmente diferente baseado no que aprendeu com o Reverendo Samuel M. Shoemaker Jr, reitor da Igreja Episcopal do Calvário em Nova Iorque e um líder do Grupo Oxford nos Estados Unidos.Ás idéias de Shoemaker, que são encontradas quase que literalmente nos Doze Passos, Bill acrescentou em seu "Big Book" (o novo texto básico) idéias sobre alcoolismo do Dr. William D.Silkwork,idéias sobre a necessidade de conversão do Dr. Carl G. Jung, idéias sobre um assim chamado "poder superior" primariamento do Professor William James e escritores do Novo Pensamento...

1 comentário:

  1. ola!!! em Novembro de 2010 conheci aquele que se viria a tornar o amor da minha vida veio transferido de outra loja para a que eu estava a trabalhar na altura. Um dia convidou me para ir beber um cafe e eu fui, estava longe de imaginar o Ser Humano fantastico que ia encontar. Quando nos encontramos para o tal cafe eu pedi uma amendoa amarga e ele pede uma agua tonica, fiquei espantada por um rapaz da idade dele nao beber alcool mas nao questionei estavamos sentados muito bem á conversa sobre trabalho quando ele sentiu confiança em mim para quebrar o seu tão precioso anónimato, é um adicto em recuperação, não fiquei chocada nem nada que se pareca, na minha cabeça so passava mas porque é que ele me está a contar isto, foi um sentimento muito agradavél sentir a confiança dele em mim, contou e toda a sua historia sem nenhum problema mas sempre com a lagrima ao canto do olho pois ainda é um assunto que mexe com ele e eu compreendo, hoje compreendo, nunca tinha ouvido falar do programa dos 12 passos e comecei a pesquisar pois queria e quero saber mais, e hoje muito longe dele, pois ele está em portugal e eu ja na altura em que o conheci tinha tudo pronto para partir para um pais diferente, orgulho me dele com todas as minhas forças a luta que ele trava todos os dias contra o problema dele, a força interior que ele tem, a humildade,a vontade de ser melhor, tudo....retomou o curso que tinha deixado para trás quando iniciou a recuperação dele e tenho fé que o estagio dele seja onde me encontro agora até lá vou continuar lhe grata pela confiança e por todos os momentos maravilhosos que passamos juntos que infelizmente foram poucos mas que me valeram cada milesimo de segundo. a todos os adictos em recuperação desejo vos a maior sorte do mundo e peço desculpa pela minha ignorancia ate ao dia em que conheci o meu Militar.

    Ass. Menina Civil

    ResponderEliminar